Seis mil douradenses participaram na tarde deste domingo (15) de um manifesto contra o governo federal. O número total de público foi divulgado pela Polícia Militar. O ato teve início na Praça Antonio João e seguiu até a rua Camilo Ermelindo da Silva, depois retornando pela Avenida.

Com rostos pintados, faixas, cartazes, apitos e cornetas, os manifestantes seguiram com palavras de ordem como “fora Dilma” “fora PT” e “basta a corrupção”.

O protesto contou também com carros de som. No meio do trajeto, os participantes realizaram uma parada e cantaram o hino nacional brasileiro.

O comerciante Flavio de Souza,42, vestiu verde e amarelo e participou do movimento. Para ele, o que motiva a população é a luta contra a corrupção em excesso.

“O povo já cansou da roubalheira que assola nosso país, esperamos conseguir chamar a atenção das autoridades com os protestos. Vi informações que a Dilma está reunindo vários ministros e estão preocupados, vamos mostrar nossa força”, pontuou.

Para Valberck Dias de Figueiredo, 60, comerciante, a elevação nos preços e o não cumprimento da presidente de promessas feitas em campanha foi o que gerou a insatisfação do povo.

“Os encargos, esses aumentos sem fim, é preciso dar um basta. A presidente não cumpriu com que havia afirmado de não mexer nos direitos trabalhistas e muitas outras coisas, o resultado é que a população cansou”, destacou.

Segundo o comandante da Polícia Miliar, tenente coronel Carlos Silva, o protesto foi pacífico de modo geral. “Foi um bonito ato da população, sem brigas, tudo foi sob controle”, pontuou.

O movimento segue a linha de protestos que vem sendo realizada em várias cidades do País.

douradosnews