À meia-noite deste domingo (22) termina o Horário de Verão em Mato Grosso do Sul, no Distrito Federal e em mais 10 estados, e a população precisa se lembrar em atrasar os relógios em 1h. Independentemente da idade, profissão e dos hábitos de lazer, todo mundo terá seu dia a dia alterado. Com o sol se pondo mais cedo, quem estava familiarizado a fazer caminhadas nas praças e parques sob luz natural, ou ainda a deixar as lâmpadas de casa apagadas até perto das 19h, terá de ajustar a rotina aos dias mais curtos.

As mudanças anuais com o horário de verão  têm como principal objetivo a economia no consumo de energia, com o aproveitamento do maior tempo de luz  solar durante o período. Só para Estado, a  Enersul, concessionária de energia local presume uma economia de 5% da demanda, cerca de 40 megawatts, quantidade de energia suficiente para abastecer cidades como Corumbá por um mês. O relatório com os resultados da economia no horário de verão será divulgado pela concessionária no próximo dia 22 de fevereiro, depois que o Operador Nacional do Sistema Elétrico repassar os dados referentes aos 126 dias de duração do horário especial.

correio do estado