Uma grande festa marcou os 100 dias do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB). Durante o evento, que aconteceu na noite desta sexta-feira (10), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o tucano apresentou metas e o novo modelo de gestão do Estado, além de comentar as conquistas deste início de mandato.

“O principal (marca do governo) foi buscar o equilíbrio financeiro, mesmo com a queda de receitas equilibramos as finanças para os programas prioritários, alguns que já iniciaram, como a Caravana da Saúde, que nós tivemos, só em cirurgias 790 realizadas em Coxim, que atendeu demanda regional e descomprimiu a fila que existia. Foram mais de oito mil procedimentos, como atendimentos, consultas e exames”, afirmou o governador.

Reinaldo disse ainda que sobre o que chamou de ‘Obra Inacabada Zero’, para concluir, até o final do mandato, todas as obras deixadas por seu antecessor, e prometeu reestruturar os pólos regionais de saúde.

“Um exemplo de Ponta Porã onde vamos deixar 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), quase R$ 3 milhões em equipamentos e uma estrutura financeira para contratação de profissionais”, destacou.

Transparência e Eficiência

Durante o evento, Reinaldo apresentou e assinou alguns compromissos de governo e convênios com entidades e órgãos de controle, como a CGU (Controladoria Geral da União), e voltou a dizer que fará uma gestão ‘transparente’.

“O painel de transparência novo está pronto, só estamos aguardando a conexão com o novo sistema implantado. E hoje aqui assinamos com a CGU, um programa de transparência muito importante, já assumido por alguns Estados para dar mais transparência e controle às contas públicas”, destacou.

“O Brasil Transparente é um programa que representa o compromisso do governo do Estado com as práticas de transparência e acesso à informação, principais instrumentos da prática da cidadania plena e participativa, onde o cidadão pode acompanhar a execução do governo”, destacou a secretária de transparência e prevenção da Corrupção, Patrícia Audi.

O governador falou ainda de ações internas, como a organização das estruturas governamentais para melhoras a gestão e a eficiência da máquina pública, e ações como a reforma administrativa do Estado, auditoria nas contas públicas, ajuste nas contas do Estado, revisão no processo de compras destacando a eficiência e transparência neste processo, além de incentivar micro e pequenos empresários a vender para o Governo, como instrumento de fomento ao mercado local.

midiamax