Dourados irá sediar no próximo domingo mais um manifesto contra a corrupção e em oposição às medidas adotadas recentemente pelo governo federal. Desta vez, a mobilização será liderada pela Frente Produtiva do Brasil, movimento encampado por produtores rurais e representantes da sociedade civil organizada.

O protesto irá acontecer no domingo (22) às 10h no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho e contará com o apoio da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) e outras entidades de todo o Estado.

O ruralista Luiz Antonio Naban, um dos coordenadores da Frente Produtiva do Brasil, ressalta que o movimento realizado em Dourados terá abrangência estadual, com participação de entidades de todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

O manifesto é aberto a toda a sociedade incluindo não somente a classe produtora, mas também a indústria, comércio, profissionais liberais, igrejas, trabalhadores e também os desempregados. “É um movimento da nação brasileira, um encontro de cidadãos do bem, que trabalham e pagam seus impostos e estão sendo prejudicados por uma gestão desmoralizada e incompetente”, destaca o ruralista.

Segundo ele, representantes nacionais da Força Produtiva também estarão em Dourados durante o manifesto que, a exemplo da mobilização realizada domingo passado pelas ruas da cidade, também promete ser pacífico e ordeiro. “Estamos unindo forças para demonstrar nossa insatisfação com a política desastrosa praticada em nosso país”, acrescenta. Atos como este estão sendo realizados em vários locais do país, sempre com a mesma proposta. O próximo passo, segundo o coordenador, será a realização de uma audiência pública em Brasília para apresentar as reivindicações do povo brasileiro ao Congresso Nacional.

O presidente da Aced, Antônio Nogueira, comenta que o manifesto levanta a mesma bandeira dos atos anteriores, e por este motivo contará com o apoio da entidade. “Estes movimentos vão ao encontro do que a Aced defende. Também somos contra os desmandos administrativos e políticos do atual governo e por isto estaremos, mais uma vez, envolvidos neste movimento”, garante.

douradosnews