A colheita do algodão safra na região sul de Mato Grosso do Sul já começou. Segundo relatório do programa fitossanitário da Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores da cultura no estado (Ampasul), estão sendo colhidas plantas semeadas em outubro do ano passado e a média de produtividade obtida até o momento vem sendo considerada boa, dentro das expectativas dos produtores locais.

Já na região de Chapadão do Sul, que tem uma área total destinada a cultura de 6.987 hectares, sendo 65% para a algodão safra e o restante ao safrinha, os produtores têm a expectativa de que a média de produtividade do algodão em caroço supere a produção da safra passada que foi de 315 arrobas por hectare e, por isso, redobram o manejo de controle contra as pagas.

Nas lavouras de Costa Rica e Alcinópolis, a entidade aponta que os primeiros talhões de algodão safra já estão na fase reprodutiva, em que ocorre o “enchimento” das maças, e que a cultura apresenta um bom desenvolvimento e bom potencial produtivo, apesar de já terem sido identificados em alguns pontos o apodrecimento das maças, em razão das constantes chuvas na região.

Em São Gabriel do Oeste foi realizada a eliminação das plantas de algodão que apareceram voluntariamente nas margens das rodovias vicinais do município. Nestes exemplares foram foram detectadas a presença de bicudo e outras pragas, que poderiam atacar as lavouras comerciais.

correiodoestado