A mulher de 31 anos presa nesta sexta-feira (6), em Campo Grande, negociava transporte de drogas pelo WhatsApp, de acordo com informações da polícia. Segundo o delegado Camilo Kettenhuber Cavalhero, no aparelho dela foram encontradas cerca de 10 mensagens de voz e mais mensagens de texto.

Ainda conforme a autoridade policial, as negociações eram relacionadas a transporte de entorpecentes de Mato Grosso do Sul para outros estados, principalmente Pará, de onde a mulher é.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a mulher foi presa na casa onde morava com um jovem de 21 anos. Ele foi abordado pela Polícia Militar (PM) quando seguia em uma mototáxi.

Com o rapaz a polícia encontrou R$ 4.390. Ele confessou que o dinheiro era do tráfico de drogas e na casa dele foi apreendida maconha, balança de precisão e mais R$ 907 que eram da mulher.

Ela entregou à polícia uma carteira de identidade falsa aos militares. De acordo com o registro policial, a mulher confessou que o documento era falso e só falou o nome verdadeiro na Delegacia de Polícia Civil, onde foi constatado que ela era foragida, sendo procurada por roubo no Pará.

O celular do jovem também foi apreendido. Ele não forneceu a senha e, segundo o delegado, alegou que no telefone há informações que podem prejudicá-lo. O rapaz já havia sido preso em 16 de março de 2014 quando foi flagrado com carregador de pistola e quatro munições.

G1MS