O prefeito de Bandeirantes, Márcio Faustino, será investigado em quatro inquéritos do Ministério Público Estadual (MPE). As denúncias partem de suspeitas de funcionários fantasmas adiantamento de salários e até uso indevido de maquinários.

Em um dos inquéritos o promotor Pedro de Oliveira apura “possível utilização de máquinas e equipamentos públicos em obra particular, consistente na construção de um aeroporto na Fazenda Santarém, bem como seus reflexos na seara de improbidade administrativa”.

Em outro inquérito o Ministério Público apura “possível adiantamento de remunerações para alguns servidores públicos do Município de Bandeirantes, bem como seus reflexos na seara da improbidade administrativa”.

Também está na mira do promotor a eventual acumulação de cargos e remuneração exercidos por uma servidora e possível existência de funcionários fantasmas, consistente no recebimento de remuneração de dois servidores públicos municipais, sem, no entanto, nunca terem desempenhado suas funções no município.

Jaraguari

O mesmo promotor também apura denúncia envolvendo o prefeito de Jaraguari, Vagner Gomes Vilela (PDT). O inquérito apura “possível situação de nepotismo e desvio função pelos servidores públicos do Município de Jaraguari, bem como seus reflexos na seara da improbidade administrativa”.
midiamax