A ponte precária é de madeira mede 26 metros de comprimento e 5 metros de largura e se encontra na estrada vicinal que liga Ypê-Jhú à Villa Ygatimí, mais preciasmente no limite das cidades e a 2 km da colônia Koe Porã Marketi.

De acordo com os moradores, veículos de grande porte e máquinas pesadas passam pela ponte de forma permanente aumentando o risco de colapso.

Apesar de várias denúncias serem feitas, instituições responsáveis ignoram o pedido de manutenção da ponte, de acordo com os populares.

Além disso, o tráfego é intenso ​​no lugar. Diariamente, caminhões carregados de madeira atravessam a ponte, ignorando a segurança no local.

Confira abaixo fotos do rompimento da ponte no dia (18/02).

Fonte: Internacional News