A Polícia Civil deverá instaurar procedimento para apurar denúncias de um suposto esquema de fraude na saúde pública em Coronel Sapucaia.

A denúncia partiu da Secretaria de Saúde da Prefeitura local, após ser acionada pelo Conselho Municipal de Saúde.

De acordo com as informações, pessoas, supostamente profissionais de saúde estariam cobrando da população por cirurgias realizadas no Hospital Municipal de Coronel Sapucaia e por ultrassons realizados no posto de saúde do Jardim Tremembé, atendimentos custeados pelo Poder Público, que deveriam ser gratuitos à população.

Segundo informações contidas no Boletim de Ocorrência registrado pela Secretaria de Saúde do município junto a Polícia Civil local, as cobranças, bem como os pagamentos pelos atendimentos nas unidades de saúde da cidade brasileira eram ou são realizadas em uma clínica particular de nome San Juan, situada na cidade paraguaia de Capitan Bado, que faz divisa com Coronel Sapucaia no Brasil.

De acordo com o Conselho Municipal de Saúde em Coronel Sapucaia, as primeiras denúncias do esquema fraudulento teriam chegado ao conhecimento das autoridades municipais no início do ano passado (2014).

Na ocasião a Secretaria de Saúde teria chegado a montar um processo administrativo para apurar as denúncias, mas a comissão montada para comandar as investigações acabou dando parecer pelo arquivamento, alegando não haver provas concretas sobre as fraudes, tendo em vista que as pessoas supostamente lesadas se sentiam constrangidas em delatar o esquema.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde o caso voltou a ganhar destaque e foi delatado à polícia judiciária para ser investigado após chegarem, no início deste ano, duas pessoas que se sentiram lesadas pelo esquema fraudulento denunciarem o esquema junto ao Conselho Municipal de Saúde local.

Fonte: A Gazeta News