A Polícia Federal de Corumbá fez nesta quarta-feira (25) a maior apreensão de cocaína da história de Mato Grosso do Sul e a maior da década, no Brasil, segundo o departamento policial. No total, foram 1.441 quilos, quase uma tonelada e meia da droga. As informações são do Diário Corumbaense.

Segundo o delegado-chefe da PF, Sérgio Macedo, os agentes federais investigavam a presença de uma carreta, placas de São Paulo, que de acordo com informações apuradas, fazia o transporte da droga.

“O motorista chegou a ser levado por um taxista boliviano para um hotel. Depois foi até um depósito, na rua Dom Pedro I, parte alta de Corumbá, onde a carreta foi carregada com dezenas de fardos do entorpecente. Foi quando fechamos o cerco e encontramos a droga na carroceria. A intenção era depois carregar o veículo com minério para ocultar a cocaína e transportá-la até o Porto de Santos. Ainda não sabemos, para onde seguiria de lá”, explicou.

Foram presos o motorista da carreta, que é paulista e tem 36 anos; um boliviano, responsável pelo depósito onde o veículo foi carregado de droga e o taxista. Todos prestam depoimento na sede da Polícia Federal e vão ser autuados em flagrante por tráfico de drogas. Em caso de condenação judicial, a pena varia de 5 a 15 anos de prisão.

A última grande apreensão de drogas na região, ocorreu em 16 de fevereiro de 2012,  no posto Guaicurus (próximo a Miranda), na rodovia BR-262. Naquela época, foram apreendidos 674 quilos de cocaína pura – chamada de cloridrato – e pasta base de cocaína.

Correio do estado