Duas ocorrências de combate ao tráfico chamaram atenção na tarde de quinta-feira em Dourados. A Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRv) prendeu durante a tarde na MS 162, acusado de tráfico de drogas, um jovem de 26 anos, morador no Jardim Universitário em Dourados. Segundo a polícia, ele transportava 321 quilos de maconha no interior da Mitsubishi L200 Triton, da cor branca com placas NGK 3807 de São José (SC).

Os policiais desconfiaram quando a camionete passou pelo posto da Polícia Rodoviária, próximo do distrito da Picadinha, no sentido Itahum a Dourados. O veículo foi abordado no trevo de acesso à Cidade Universitária.

A carga de maconha estava na carroceria do veículo e o jovem disse à polícia que pegou a droga em Ponta Porã e levaria até Minas Gerais. Pelo transporte ganharia R$ 10 mil.

O acusado foi encaminhado para o 1º Distrito Policial, e acabou sendo autuado em flagrante por tráfico de drogas. Os policiais constataram que a caminhonete era roubada. O jovem também foi autuado no ano passado por atirar contra um Guarda Municipal em Dourados. À época, ele estava em uma conveniência e, na abordagem, acabou reagindo a tiros contra a guanição dos agentes.

Vendendo

Em outra ocorrência, também à tarde, policiais Civis da Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira (Defron) prenderam um jovem de 23 anos, conhecido por ‘Juninho’, por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Durante as investigações, os policiais tomaram conhecimento que Juninho exercia o comércio de cocaína e que a droga seria entregue na quinta-feira para dois usuários em frente a de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Dourados. De posse das informações, os policiais monitoraram a chegada do traficante no local e realizaram a abordagem dele e de outros dois usuários no momento que entregava uma porção de 1,7 gramas de cocaína.

Em continuidade as diligências, os investigadores foram até a residência do jovem, no bairro Parque do Lago, onde apreenderam uma trouxinha de cocaína com peso de 3,6 gramas, um revólver calibre 38 municiado com cinco cartuchos intactos, além de outros cinco do mesmo calibre em cartucheira de um coldre e uma quantia de mil reais em espécie.

Os dois usuários, que são pai e filho, informaram aos policiais que trabalham como motoristas de caminhão e fazem o uso da cocaína como estimulante para não dormirem na estrada. Ambos responderão por uso de entorpecente. Já o jovem que vendia a droga foi autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo de uso permitido e encontra-se a disposição da Justiça.

A Defron ainda destaca que disponibiliza os números telefônicos 800-647-6300e 67-3425-1086 para denúncias e informações sobre crimes, considerando o anonimato do denunciante.

progresso