Uma ação conjunta envolvendo policiais lotados na 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Amambai e uma equipe do 3º Pelotão PM de Coronel Sapucaia, resultou na apreensão de 600 quilos de maconha, na recuperação de um carro roubado e na prisão em flagrante de um goiano sob acusação de tráfico de drogas.

A ação policial começou no início da manhã desse sábado, dia 11 de julho, quando a Polícia Militar realizava ronda próximo a saída para Coronel Sapucaia, em Amambai.

Segundo a PM, ao perceber que seria abordado, o condutor de um veículo Saveiro cor prata, que se deslocava no sentido Coronel Sapucaia a Amambai da rodovia MS-289, fez o contorno rapidamente e tentou voltar em direção a cidade da fronteira com o Paraguai.

Diante da situação a equipe da 3ª CIPM contatou o 3º Pelotão de Polícia Militar de Coronel Sapucaia, que designou uma equipe para vir de encontro com o Saveiro em fuga.

De acordo com a PM, ao perceber que estava cercado, o motorista do carro, posteriormente identificado como sendo Thiago Rodrigues Batista, de 32 anos, morador em Goiânia, estado de Goiás, teria tentado abandonar o veículo com a carga de maconha e fugir a pé, mas acabou alcançado e preso pelos policiais cerca de 100 metros distante do veículo.

Em vistoria no carro os policiais encontraram 600 quilos de maconha em tabletes e acondicionada em fardos.

Segundo a Polícia Militar, durante checagem do Saveiro, que na hora da abordagem estava com placas de Campo Grande-MS, foi constatado que  as placas originais seriam de Londrina estado do Paraná e que o carro tinha queixa de roubo.

Indagado pelos policiais, Thiago Rodrigues teria relatado que havia pegado o Saveiro já carregado na região da Vila Industrial, em Coronel Sapucaia e receberia R$ 20 mil reais para levar o carro com a droga até a cidade de Trindade, estado de Goiás.

Encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai juntamente com o veículo e com a maconha, Thiago foi atuado em flagrante por tráfico de drogas.

Depois de autuado ele, que também poderá responder pelo crime de receptação, foi encaminhado ao presídio de Amambai, onde permanece recolhido à disposição da Justiça.

Fonte: A Gazeta News