Ao passar próximo de uma das salas onde Jonilson Silva da Cruz, de 33 anos, estava sendo atendido momentos antes tinha matado o policial João Márcio Leite da Cruz, de 34 anos, o soldado identificado pelo nome de Fontes, teria ouvido dele a frase “um policial a menos” e então sacou a arma e executou Jonilson.  O primeiro crime aconteceu na avenida 14 de Março, em Ladário em frente a um clube de pagode onde o policial militar morto trabalhava como segurança na madrugada desta segunda-feira (2). Ele levou três tiros: um no peito, um na perna e outro na região do abdômen após uma discussão com Jonilson que também saiu ferido e foi encaminhado para para ser atendido no Pronto Socorro  de Corumbá. O comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Wilson Velasques, informou que soldado Fontes se apresentou ao Comando da PM e está preso. Outra informação repassada pelo comandante Velasques é que os dois policiais militares estavam de folga e em função disso um inquérito policial militar está sendo instaurado para apurar o caso. (Com informações Diário Online)

Diario digital