Quem viajar pela principal estrada de Mato Grosso do Sul, a BR-163, nos próximos meses vai encontrar mudanças. A previsão da concessionária que administra a rodovia, aCCR MSVia, é iniciar a cobrança dos nove pedágios até outubro deste ano. Para isso, a empresa tem de concluir a duplicação de 10% dos 847,2 quilômetros que administra, construir as praças de pedágio e realizar os primeiros trabalhos exigidos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Os valores ficarão entre R$ 3,50 e R$ 5,40.

A rodovia que cruza o Estado entre as divisas com Mato Grosso e Paraná é conhecida pelo alto número de acidentes e a privatização foi a principal alternativa encontrada pelo governo federal para mudar o status de rodovia da morte. A meta da concessionária é concluir a duplicação total em cinco anos, ampliando a segurança e a fluidez de tráfego. O trecho passa ainda por 19 cidades, servindo a mais de 1,3 milhão de habitantes.

No próximo mês de abril, a CCRMS Via completa um ano de atuação na rodovia e o contrato de concessão é de 30 anos. Entre as obrigações da empresa estão melhorias no pavimento com correções de desnível, reparos localizados e recomposição emergencial do revestimento asfáltico, recomposição de faixas e placas, aplicação de tachas refletivas e recuperação barreiras e defensas. Em vários pontos da rodovia, reparos e obras estão sendo feitos.

Fonte: correiodoestado