Varias famílias de Sem-Terra, que estão acampados as margens da rodovia MS-487, próximo do trevo com a BR 163, trancaram ambas as rodovias desde as 6 horas da manhã desta segunda-feira (05).

O boqueio no trevo está impedindo o trânsito na BR-163, entre Naviraí e Itaquiraí, e também o acesso a MS 487, que da acesso ao Porto Camargo no Paraná.

Segundo informações, outras integrantes de Sem-Terra de outros acampamentos também estão no local para ajudar no protesto. Outro ponto de bloqueio dos manifestantes é na BR 267, no Km 140 em Nova Andradina (Casa Verde) e também na cidade de Terenos.

Segundo o MST (Movimento dos Sem Terra), a ação faz parte da jornada de luta do movimento que começou dia 1º com a posse de Dilma. Eles querem que 120 mil famílias sejam assentadas no Brasil todo até o fim do mandato da presidente.

Os militantes reivindicam ainda a liberação imediata de áreas que foram vistoriadas pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), andamento nos locais que ainda não foram vistoriadas e a reestruturação do Incra, tanto física quanto humana. “Os encaminhamentos acabam sendo prejudicados por falta de funcionários no órgão”, reclama Marina Ricardo Nunes, dirigente nacional do MST, que representa Mato Grosso do Sul.

Ainda conforme Marina, para desbloquear as rodovias o grupo quer uma reunião com a equipe do Incra do Estado. “A gente precisa sentar e conversar sobre o planejamento para 2015”, diz. Segundo o MST, ao todo, mais de 10 mil famílias estão acampadas às margens da rodovia aguardando para serem assentadas.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) orienta aos motorista que estiverem saindo de viagem com passagem pelos trechos interditados que adiem a saída ou façam paradas em potos de apoio antes do bloqueio.