O filho, de 28 anos, de uma paciente que está internada no Hospital do Câncer Alfredo Abrão, em Campo Grande, procurou a polícia para denunciar que um médico teria se recusado a atender a mulher na noite dessa sexta-feira (13).

De acordo com o homem, após pedir atendimento diversas vezes para a paciente, o médico se alterou, o empurrou e se recusou a atendê-la.

Em nota, o hospital informou ao G1 que “uma vez ciente da possibilidade de incidente ocorrido em suas dependências na noite de ontem, abrirá uma sindicância para apurar os fatos e tomar todas as providências que se fizerem necessárias o mais rápido possível”.

Segundo o filho, a paciente, que tem câncer de mama e faz tratamentos na unidade de saúde, estava com a barriga inchada, fortes dores e dificuldades para respirar.

O homem ainda disse que ela precisava de um procedimento médico para retirar o líquido da barriga, por isso, teria pedido ajuda ao médico. Mas, o profissional teria se recusado e recomendado que o filho apenas elevasse a cama onde a paciente estava.

O rapaz também relatou à polícia que, como não houve melhoras da paciente, solicitou novamente o atendimento do médico, que se alterou e negou fazer qualquer procedimento. Além disso, segundo o rapaz, o médico teria o empurrado diversas vezes.

De acordo com a polícia, há câmeras de monitoramento no hospital. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro como constrangimento ilegal.

g1ms