O governador Reinaldo Azambuja afirmou, durante agenda pública no município de Bela Vista na manhã desta sexta-feira (17), que a administração estadual vai ampliar ações de segurança nas cidades sul-mato-grossenses que fazem fronteira com países vizinhos.

“Estamos comprando um sistema de monitoramento para 13 municípios. Vamos vigiar, 24 horas, com uma central as fronteiras e os municípios nos pontos de controle que a inteligência da Polícia Militar está montando junto com o Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), para ter segurança maior nessa região”, revelou o governador.

Além da convocação de quase dois mil novos policiais militares até o final de 2015, para ampliar o efetivo da corporação e fortalecer as estruturas estaduais de segurança, o governo vai dobrar o contingente de agentes que hoje integram o DOF (Departamento de Operações de Fronteira).

“Falei ao ministro da justiça (José Eduardo Cardozo) que está faltando presença do Governo Federal, qualquer país do mundo cuida de suas fronteiras, aqui vocês estão empurrando isso aos Estados. É preciso fortalecer Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal para, em parceria e juntos, melhorarmos a segurança na fronteira”, frisou.

Infraestrutura – Ainda durante agente no interior, o governador revelou aos bela-vistenses que o governo vai atender uma reivindicação antiga dos moradores da região, a substituição de uma ponte de madeira entre as cidades de Bela Vista e Caracol, por uma ponte de concreto.

Reinaldo Azambuja também anunciou, durante seu discurso, que a administração estadual vai celebrar contratos de manutenção das estradas estaduais, pavimentadas e não pavimentadas, para melhora o tráfego e escoamento da produção, além de estar providenciando a recuperação do maquinário da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos), para dar apoio de infraestrutura aos municípios sul-mato-grossenses.

acritica