O governador Reinaldo Azambuja conversou, na tarde de ontem, com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Na ocasião discutiram soluções para resolver a situação de conflito fundiário envolvendo índios e os produtores rurais em Mato Grosso do Sul.

Acompanhado de dois senadores, Waldemir Moka (PMDB) e Simone Tebet (PMDB), e dos deputados federais Geraldo Resende, Mandetta e Dagoberto Nogueira, além de prefeitos, produtores rurais e representantes dos indígenas, o governador ouviu as propostas do governo federal para acabar com os conflitos.

Uma nova reunião irá tratar do tema. São três possibilidades: reunião com o Ministério da Justiça e Ministério  Público Federal para acertar as questões jurídicas; formação de uma mesa de negociação envolvendo vários setores, Fundação Nacional do Índio (Funai) e Governo de Mato Grosso do Sul; e uma reunião na Assembleia Legislativa do Estado para tratar do tema.

O encontro com os técnicos do governo federal durou toda a tarde. Foram tratadas ações para garantir a ordem constitucional e a integridade dos índios e dos produtores rurais. ¨O que pedimos a todos os envolvidos no processo é que a lei seja respeitada e que todos os lados interessados se esforcem para chegar a um consenso’, disse o governador .

Fim das Invasões

O governador Reinaldo Azambuja, ao sair do encontro com o ministro, informou que teve garantias do governo de que as invasões em terras produtivas vão ser combatidas com o rigor da lei e que uma solução nos moldes da proposta acertada para a região de Buriti está sendo encaminhada. A bancada federal, incluindo senadores e deputados federais, se comprometeu a acompanhar todo o processo.

feitoms