A gasolina e o diesel devem ter os preços reajustados a partir do dia 1º de fevereiro em Mato Grosso do Sul, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência (Sinpetro).
Isso vai ocorrer por conta da volta da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e da elevação do PIS e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre os combustíveis.
Segundo o consultor técnico do Sinpetro, Edson Lazaroto, a expectativa é que o litro da gasolina suba R$ 0,22 e o do diesel, R$ 0,19.
Pode parecer pouco, mas quando o consumidor encher o tanque do carro, vai sentir a diferença. Hoje, um tanque de gasolina com 55 litros custa R$ 167. Com o reajuste, vai custar R$ 179.
Somando esse reajuste com o aumento do fim do ano, a gasolina vai ficar 10% mais cara em dois meses. Segundo o economista Hudson Garcia, o aumento vai trazer outras consequências, como deixar alguns produtos mais caros, principalmente os que são distribuídos pela malha rodoviária.

g1