O mesmo foi identificado como, Albino Noel Correa (55) que usava documentação paraguaia em nome de Francisco Guanes, e se encontrava foragido da justiça e se encontrava transitando a bordo de uma motocicleta estrangeira da marca Kenton, cor preta, placa BFA 072 Paraguai, pelas ruas da cidade de Ponta Porã, quando agentes da Força Tática da Policia Militar visualizaram o mesmo que ao notar a presença policial se evadiu, mas durante as buscas os agentes da Força Tática notaram que o mesmo seguia a viatura pela Rua Sete de Setembro de forma suspeita e ao chegar entre as ruas sete de setembro e Avenida Brasil foi abordado de surpresa e preso na noite de sábado por volta das 01:00hs e encaminhado ao DP da Policia Civil.

O mesmo portava um revolver calibre 38 municiado e segundo informações, Albino Noel, esta foragida da justiça e seria pai de um delinquente identificado como Danilo Guanes Vega (23) preso pela Força Tática no ano passado após troca de tiros em que o mesmo ficou ferido em pleno centro de Ponta Porã, com o que se reforça a ideia que o mesmo estaria procurando vingança contra os integrantes da PM nesta parte da fronteira onde um Policial Civil foi executado a tiros durante um assalto e outro Policial Militar foi alvejado varias vezes com disparos de arama de fogo após intervir em uma briga que teria sido montada pelos bandidos a fim de atacar o policial.

O mesmo foi encaminhado ao 1ro DP da Policia Civil de Ponta Porã onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de uso permitido e por ter dois mandados de prisão contra si.

Chama a atenção que foragidos da justiça brasileira estejam conseguindo com facilidade documentos legais no Paraguai e que estejam transitando no vizinho país com toda a liberdade, assim como as ações que tem ocorrido nos últimos dias nesta parte de fronteira onde cidadão desse país seriam os autores que após realizar seus atos criminosos em território brasileiro cruzam a fronteira, onde ficam protegidos supostamente pelas autoridades da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, já que com a prisão de um perigoso delinquente ocorrido nos últimos dias o mesmo confirmou que era protegida no vizinho país onde realiza o pago de uma taxa para não ser incomodado.

pontaporadigital