O prefeito Murilo recebeu quinta-feira parte da produção que vai rodar o filme “Em Nome da Lei”, em Dourados, que inicia semana que vem. O encontro aconteceu no auditório do CAM (Centro Administrativo Municipal) e reuniu vereadores, secretários municipais, jornalistas e representantes da segurança pública. Os produtores do filme, Camila Medina e Henrique Castelo Branco, do Rio de Janeiro, estiveram presentes.

O objetivo do encontro foi anunciar oficialmente as gravações do filme em Dourados, o apoio que a prefeitura está concedendo à produção.

O prefeito Murilo destacou a importância das gravações do filme em Dourados. Ele reiterou que o filme, por se tratar de uma grande produção e com um tema bastante relevante, vai elevar o nome de Dourados. “Para nós é uma honra saber que um filme com tema tão importante de combate ao crime organizado, aconteça em nossa cidade, é uma forma de elevar o nome de Dourados”, disse.

O prefeito pediu apoio dos secretários, dos representantes da segurança pública e vereadores, para que ajudem no que for necessário a produção nas gravações, já que vão precisar de muito apoio logístico. “Em algum momento a produção do filme poderá precisar de ajuda, principalmente logístico, então precisamos estar dispostos a isso”, disse.

De acordo com a produção, o filme começa a ser gravado na próxima semana. O filme “Em nome da Lei”, é inspirado na vida do juiz federal Odilon de Oliveira. Todo o filme será gravado em Dourados. Os protagonistas são os atores Mateus Solano (o Félix de Amor à Vida) e Paola Oliveira (que foi irmã dele na novela da Globo). O elenco do filme ainda tem Chico Diaz e mais 30 artistas além de 600 figurantes que foram selecionados em Dourados.

Camila Medina, que é produtora executiva do filme, disse que equipe mapeou cerca de 70 locais da cidade onde o filme será gravado a partir do dia 21. Na próxima terça-feira começam a chegar os equipamentos de produção em dois caminhões. A previsão de término das gravações será em quatro meses.

Dourados Agora