Emboscada arquitetada para matar grandes traficantes, uso de armamento que pode abater aviões, adaptação de metralhadora em veículo para surpreender grupo criminoso, conflito em fronteira de países. Essa descrição serve muito bem para filmes norte-americanos e séries feitas em Hollywood.

Mas também fez parte da vida real, ao abordar o atentado que grupo composto por 70 pistoleiros cometeu na quarta-feira (15) em Pedro Juan Caballero (Paraguai), divisa com o Brasil (Ponta Porã). Com armas de diferentes calibres, entre elas um fuzil antiaéreo .50, os criminosos organizaram tocaia e mataram Jorge Rafaat Toumani, que dirigia utilitário Hummer blindado. Nem mesmo os capangas dele conseguiram evitar o caso, onde houve mais de 200 disparos em rua do centro da cidade paraguaia.

breakingbadalvejada

A suspeita é que essa morte foi encomendada porque Rafaat está ligado ao tráfico de drogas na fronteira do Brasil com o Paraguai, inclusive respondeu, em primeira instância na Justiça Federal, a processo. Investigação sugere que organizações criminosas do Brasil estariam por trás dessa execução.

Esse cenário de criminalidade e disputa mortal por mercado de drogas assemelhou-se ao da série Breaking Bad, que terminou em 2013 e retratava o cenário da venda de metanfetamina em Albuquerque, no Novo México (EUA).

Justamente na cena final da produção, há situações que se assemelham com o caso de Pedro Juan. O uso de arma antiaérea, a arquitetura de uma emboscada para “eliminar adversários”, o uso de um carro para dar suporte ao armamento e esconde-lo até que houvesse o início dos disparos.

Comparações a parte, o preocupante é identificar que casos como esse escapam do controle da segurança pública de governos e não fazem parte somente do imaginário de roteiristas de filmes. Parece mesmo que a arte imita a vida real nesse caso.

breakingbadmetralhadora

A SÉRIE

Breaking Bad é uma série para TV que recebeu diversos prêmios, como o Globo de Ouro, Satellite Awards e Emmy Awards.

Conta a história do químico Walter White, professor do ensino médio que lida com o filho que sofre de paralisia cerebral, dívidas e ainda é diagnosticado com câncer no pulmão.

Para tentar buscar dinheiro, acaba envolvendo-se no crime e com o apoio de seu ex-aluno Jesse Pinkman passa a produzir metanfetanima para venda, como forma de reunir dinheiro para sua família, mesmo depois de sua morte por conta do câncer.

O criador da série foi Vince Gilligan e teve duração de 20 de janeiro de 2008 a 29 de setembro de 2013, com a transmissão em cinco temporadas.