A Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) realiza, nesta sexta-feira (16), a eleição da mesa diretora para os próximos dois anos. A votação deve referendar Juvenal Neto (PSDB), prefeito de Nova Alvorada do Sul, para presidente. A composição de chapa única só foi possível graças à desistência do prefeito de Amambai, Sérgio Barbosa (PMDB), que aproveitou a assembleia-geral ocorrida na última sexta-feira (9), na sede da entidade para apoiar ao nome de Neto.
Pelo acordo, a vice presidência ficará com o PT, o PMDB ficará com a tesouraria, diretoria de assuntos municipalistas e a secretaria geral. Ao todo são 19 cargos que serão divididos entre todos os partidos.​
A diretoria da Assomasul é composta pelos seguintes cargos: Presidente, 1º vice-presidente, 2º vice-presidente, secretário-geral, 1º secretário, 2º secretário, tesoureiro- geral e 1º tesoureiro-geral, além das diretorias de Relações Públicas; Assuntos Municipalistas; Patrimônio; Saúde; Cultura; Esportivo.

No total são três nomes no Conselho Fiscal e seus respectivos suplentes.
A comissão eleitoral que irá dar encaminhamento à eleição da diretoria da entidade é formada pelos prefeitos Antonio Garcia (Inocência), presidente; e Júnior Vasconcelos (Fátima do Sul), secretário; além dos fiscais Marcelo Duailibi (Camapuã), Vagner Alves Guirado (Anaurilândia) e Dalton de Souza Lima (Corguinho).

Como escrutinadores foram escolhidos os prefeitos Vagner Gomes Vilela (Jaraguari), Manoel dos Santos Viais (Caracol) e Luiz Antonio Milhorança (Angélica).

Correio do Estado