O senador Delcídio do Amaral (PT) declarou na manhã deste sábado (28) que não será candidato a prefeito de Campo Grande. Ele foi citado por lideranças como o deputado federal Zeca do PT como um dos possíveis nomes, mas descartou.

 “Eu não vou ser candidato. A direção vai olhar o quadro com muito cuidado para colocar uma candidatura competitiva para cumprir o papel do partido na eleição em Campo Grande, que está completamente aberta. Precisamos retomar Campo Grande politicamente”, avaliou.

Além de Delcídio, Zeca sugere o candidato derrotado pelo partido ao Senado, Ricardo Ayache, e o deputado estadual Pedro Kemp. Sobre a candidatura dele, acha menos forte que os citados. “Coloco meu nome à disposição, mas existem nomes melhores”, avaliou.

O deputado Vander Loubet (PT) também afirma que não pretende ser candidato a prefeito novamente e cita Ayache, Kemp, Cabo Almi e Amarildo Cruz como possíveis candidatos. O deputado está otimista para a próxima eleição, por avaliar que não há favoritos.

Para Vander, a eleição deste ano é muito parecida com a de 1996, quando Zeca do PT e André Puccinelli (PMDB) começaram atrás e surpreenderam, indo para o segundo turno e deixando os líderes, Nelson Trad e Levy Dias para trás. “Está aberta e tudo pode acontecer”, analisou.

Na última eleição para prefeito o PT não teve um bom desempenho em Campo Grande. O candidato do partido, Vander Loubet, teve apenas 4,87% dos votos. O partido também lançou candidatura nos anos anteriores, mas não ameaçou Puccinelli e Nelsinho Trad, que conseguiram eleição e reeleição.

midiamax