Os consumidores sul-matogrossenses devem continuar a pagar tarifa de energia elétrica mais cara em março porque o Governo federal vai manter as usinas térmicas gerando energia elétrica e os reservatórios das hidrelétricas continuam baixos. Hoje, pagam R$ 5,50 a mais por cada 100 quilowatts/ hora mês por causa da bandeira tarifária vermelha, que deve perdurar. Em abril sobe mais, entre 30% e 40%, por causa do reajuste da tarifa da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso Sul).

Isso porque as chuvas ainda não foram suficientes para encher os reservatórios da hidrelétricas, tanto que em  janeiro as térmicas produziram 70,79%  a mais de energia, em comparação com o mesmo período de 2014. Como para este mês a previsão é de as precipitações sejam insuficientes, estes números devem se repetir.

correio do estado