Os produtos como tomate, batata e repolho tiveram os preços elevados por conta da dificuldade dessas mercadorias chegarem aos supermercados de Dourados após os início dos bloqueios realizados pelos caminhoneiros nas rodovias do país. Muitos fornecedores acabam parados na entrada da cidade, onde também acontecem às manifestações.

Por conta da perda e da escassez, fornecedores já estão repassando os valores reajustados para os donos desses estabelecimentos e em alguns locais já é possível encontrar os alimentos sendo comercializados com o dobro do preço.

Para se ter uma ideia, o quilo do tomate que antes custava R$ 4,39, hoje sai por R$ 8,59. Já o repolho de R$ 2,88 foi para R$ 3,58 a batata de R$ 3,09 para R$ 3,89.

“Não tem como não repassar para o consumidor, com a manifestação dos caminhoneiros esses alimentos não estão chegando até nós, e quando chega já vem com o valor elevado. Hoje consegui apenas quatro caixas de tomates de um fornecedor da cidade e com o preço reajustado”, diz a gerente de um supermercado localizado no município.

Ela conta ainda que muitos produtos da feirinha foram comprados de pequenos produtores da cidade, mas que para a próxima semana não será possível, pois a quantidade que eles produzem é pequena.

“Muitos produtos que temos hoje na feira como as hortaliças e banana, por exemplo, compramos de pequenos produtores, e a quantidade que eles possuem é pequena não suprindo a nossa demanda que é grande”, explica a gerente.

Fonte: douradosnews