Claudecir Alves dos Santos de 35 anos, conhecido no bairro Tiradentes como ‘Silvio’ e sua esposa Vera Lúcia Franco de Arruda de 29 anos, foram presos em flagrante na última sexta-feira (27), por tráfico de drogas. Para se defender, Silvio relatou a polícia que estaria desempregado e havia comprado a droga para fazer dinheiro e realizar o pagamento de uma conta de água. O relato de Claudecir à polícia foi contraditório, e confirmou as acusações e a associação ao tráfico. Ele e a esposa compraram R$ 360 de pasta base de cocaína para realizarem o comércio e conseguirem dinheiro para o pagamento de uma conta de água de apenas R$ 46. Claudecir nega o tráfico e afirmou ter sido a primeira vez que faz a compra do entorpecente. Dentro da casa, os investigadores apreenderam 12 porções de pasta base de cocaína, que pesadas somaram 29,2 gramas. De acordo com o Delegado de Polícia Rodrigo Guiraldelli Yassaka, titular da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), o valor total apreendido faz referência a 3 caixas, já que para os usuários cada caixa possui 10 gramas.   “Eles negam o tráfico, e o Silvio fala que comprou a droga em um dia anterior, pois havia sofrido um acidente e estava com o pé quebrado, recebendo auxilio do INSS e utilizando R$ 360 comprou a droga para o pagamento da conta com o valor de R$ 46, ou seja, um valor irrisório”, diz o delegado. Ainda segundo o delegado, populares ligaram na delegacia para agradecer a prisão de ambos, pois a grande movimentação na residência do casal era visivelmente fora do comum. Claudecir e Vera Lúcia não possuíam passagem pela polícia, mas agora vão responder por associação ao tráfico de drogas, tráfico de drogas e petrechos para o tráfico.

Diario Digital