A Polícia paraguaia prendeu na sexta-feira (20) o brasileiro Cleverson Luiz Pires, de 22 anos, suspeito de matar cinco mulheres. O primeiro caso é do assassinato das brasileiras Wali Adiers Jaster, de 46 anos, e as filhas Andresa Jaster Adiers, de 20 anos e Francieli Jaster Adiers, de 23 anos, moradoras do distrito de Itapúa, à 100 quilômetros da fronteira com Foz do Iguaçu. O segundo caso é de outra mulher e três filhas, mortas no distrito de Naranjal.

Todas as vítimas foram mortas com várias facadas, sendo que duas das vítimas podem ter sido estupradas. Os policiais encontraram o suspeito vestido de mulher, na tentativa de enganar os investigadores. Cleverson estava baleado, resultado de uma perseguição policial. Ele estava foragido desde domingo (15).

O delegado-chefe da Homicídios, Richard Vera, informou que o acusado possui rastros de balas no braço, antebraço e na cabeça. Ele foi encontrado no assentamento do departamento de Caazapá. O delegado informou que o celular encontrado com Cleverson possui mensagem ligando ele aos crimes.

Outros crimes

Cleverson Luiz Pires também é acusado pela morte de outras duas mulheres, em janeiro deste ano. A polícia investiga a autoria dele nos assassinatos da brasileira Fátima Gonçalves Ramos, de 46 anos e da filha Giseli Gonçalves, de 17 anos. As duas eram moradores da colônia brasileira de Naranjito, no departamento de Itapúa, à 100 quilômetros da fronteira com Foz do Iguaçu.

O delegado da Homicídios informou ainda, que o brasileiro é acusado por outros estupros nas colônias de Naranjito e Naranjal, além de ser suspeito de dois assassinatos no Brasil.

Fonte: Diário Vanguardia