Os fãs de Ayrton Senna terão a chance de matar um pouco da saudade do tricampeão mundial de Fórmula 1. Um dia antes do aniversário do piloto, que completaria 55 anos neste sábado (21), uma estátua do ídolo foi inaugurada pelo Museu de Cera de Petrópolis.

A peça foi produzida pelo estúdio inglês responsável por fazer as obras do famoso museu Madame Tussauds, em Londres. A estátua do piloto teve sua entrega simbólica realizada nesta sexta-feira (20) no Instituto Ayrton Senna, em São Paulo. Os visitantes poderão conferir a atração em Petrópolis a partir de sábado.

“Nossa ideia veio da importância histórica do piloto no automobilismo mundial e também para os milhões de brasileiros que tanto admiram suas conquistas. Para nós foi muito importante ter a família Senna acompanhando todas as etapas de produção da escultura, pois ninguém melhor que seus familiares para opinar a esse respeito”, afirmou Renato Bomtempo, curador do museu de Petrópolis.

“O principal diferencial foi justamente o acompanhamento da família no processo de produção da escultura, pois dessa forma o escultor pode retratar nos mínimos detalhes as características fisionômicas do piloto”, completou.

A estátua de Senna demorou oito meses para ser confeccionada e chama a atenção pela semelhança com o piloto. O tricampeão foi retratado vestindo um macacão da McLaren, equipe pela qual conquistou seus títulos mundiais em 1988, 90 e 91.

Bianca Senna, diretora do instituto que leva o nome do piloto, recebeu a homenagem em nome da família e se mostrou impressionada com a obra. “O resultado é incrível, toda a família ficou bastante emocionada em ver o Ayrton retratado de forma tão fiel. Tenho certeza de que os fãs vão se impressionar”.

Uol