Ao comentar que prefere aguardar relatório prometido pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), o ex-governador André Puccinelli (PMDB), atribuiu à “inexperiência” os dados divulgados pelo atual governo, por exemplo, em relação às obras paralisadas.

Puccinelli participa, nesta segunda-feira (23), de encontro com lideranças do PMDB para alinhar os rumos do partido, enquanto Azambuja entregou reforma da Escola Estadual Pe. Mario Blandino, nesta manhã. O ex-governador disse que prefere aguardar o documento, para da mesma forma, responder a tudo que for apontado.

“Dá dó. Basta ver os documentos, o próprio governo publicou o relatório que contradiz o que estão dizendo. Deve ser inexperiência ou são muito afoitos”, disse o ex-chefe do Executivo estadual.

Por sua vez, em resposta, Azambuja disse que “contra fatos não há contestação” e que se sua equipe é inexperiente a de Puccinelli, em contrapartida, foi “experiente até demais, para fazer coisas que não devia”, afirma. Os dois têm trocado farpas desde que os primeiros números, a respeito a gestão anterior, começaram a ser divulgados.

Na próxima semana, Azambuja deve concluir o relatório com levantamentos das contas públicas e obras inacabadas deixadas na gestão anterior – até então, foram divulgadas apenas resultados preliminares, como o rombo de R$ 166 milhões em obras que não foram finalizadas, apontados por Azambuja. “Estamos cuidando com tranquilidade, vamos apresentar todas as obras inacabadas, que não ficaram dinheiro disponível, auditoria para mostrar os empenhos liquidados e anulados”, pontuou.

Recentemente, Puccinelli e Azambuja participaram de uma reunião. Na ocasião, o ex-governador garantiu que tudo está correto, quando questionado sobre os empenhos liquidados e anulados. No entanto, tucano considera que não foram feitos da forma correta.

Midiamax