Junto de Georges Chaves de Oliveira, 25, morador no Jardim Novo Horizonte, a polícia autuou em flagrante o universitário de Engenharia Física, Mykstaner Rodrigues Ocampos, 29. Ele fazia o trabalho de batedor da cocaína transportada pelo primeiro, num Citroen preto e apreendida na tarde de quarta-feira (14) em Dourados.

Segundo a ocorrência, o rapaz teria passado pelo posto da PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) na MS-162 e logo em seguida, retornado, aparentando aguardar alguém.

Desconfiados, os policiais perceberam o momento em que o Fiat Bravo, conduzido por Georges passava e resolveram efetuar a abordagem. Houve perseguição até a apreensão do carro com a droga, que totalizou 124 quilos.

Questionado, Ocampos negou o trabalho de ‘batedor’, porém, o aparelho de celular utilizado por ele mostrava mensagens suspeitas.

ENTREGA SERIA EM DOURADOS

De acordo com o outro envolvido, Georges Chaves de Oliveira, o veículo em que estava foi preparado em Ponta Porã e traria para Dourados. A cocaína estava em compartimentos falsos nas portas laterais e porta-malas do carro.

A entrega aconteceria num posto de combustíveis do município e o suspeito, que trabalha como lavador de carros, receberia R$ 1 mil pelo transporte. Ele não soube explicar para quem levaria a droga. Durante a checagem, a polícia descobriu também que o Fiat Bravo era furtado e a verdadeira placa, do Paraná.

DouradosNews