Os trabalhadores em transportes continuam firmes na manifestação pela redução do preço do óleo diesel e contra a defasagem no preço do frete. Neste sábado (28), oito rodovias estaduais e uma federal continuam bloqueadas.

Segundo o boletim da PRF (Polícia Rodoviária Federal), emitido às 7 horas de hoje, os caminhoneiros bloquearam a BR-163, em São Gabriel do Oeste, mesmo tendo a Justiça proibido bloqueio em rodovias federais. O prefeito Adão Rolim (PSD), inclusive, decretou estado de emergência pública no município.

Já nas vias estaduais a situação é mais crítica. São oito bloqueios, segundo a PRE (Polícia Rodoviária Estadual): MS-376 – Dourados e Fátima do Sul -; MS-276 – Indápolis e Lagoa Bonita -; MS-156 – entre Dourados e Itaporã e Dourados e Núcleo Industrial -; MS-379 – Dourados e Laguna Carapã -; MS 162 – Itaum e Dourados -; MS-164 – Ponta Porã e Itamarati -; MS-040 – em Campo Grande.

O dono da transportadora Saul Steil começou a manifestação na MS-040 desde às 6 horas de hoje e deve permanecer o dia inteiro. “Já tem uma fila de mais ou menos 80 veículos”, contou. De acordo com o empresário, eles estão recebendo apoio com doação de comida. “Está chegando carne, comida, água, um mercado deu duas costelas e carvão para nós”, completou.

Steil disse ainda que estão na expectativa da ação do governo do Estado já que o governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), já permitiu o aumento do preço cobrado pelas transportadoras. “O preço justo seria R$ 0,56 por eixo por quilômetro rodado, hoje é praticamente a metade”, ressaltou.

Cgnews